BLOG DA GAYA


27/08/2010


ILUMINAÇÃO

 

 

Por mais difícil que seja para nós acreditarmos nisto, o estado de paz, harmonia e felicidade que tanto buscamos, já se encontra dentro de nós.

 

Então, por que nos sentimos muitas vezes tão fracos, inseguros e infelizes? Certamente porque, em nossa trajetória de vida, nunca nos ensinaram a olhar para dentro.

 

Sempre fomos orientados para buscar as saídas no mundo exterior, e que era através da razão e do conhecimento que nos tornaríamos sábios.

Agora, precisamos desfazer este condicionamento, e isto não é fácil.

 

Aprender que o silêncio e o relaxamento nos levam ao encontro do divino, exige uma entrega e uma confiança absolutas, pois estamos sempre à espera de provas concretas, materiais, para poder embarcar em alguma nova direção.

 

Mas, precisamos aceitar que estas provas não virão de nenhum lugar, elas só poderão surgir a partir de nossa própria experiência. Somente se estivermos dispostos a insistir, perseverar e manter-nos alertas e conscientes, é que poderemos adentrar nesta dimensão ainda oculta de nós.

 

Quanto mais insistirmos em obter roteiros, mapas seguros e fórmulas infalíveis, menos chances teremos de obter o que tanto almejamos. No inicio, algum truque como a meditação pode ser necessário, mas apenas para que possamos treinar nossa capacidade de permanecer em estado de total atenção.

 

A partir do momento em que observar nosso próprio mundo interior se torne algo natural, e a consciência acerca dos pensamentos e dos sentimentos que nos dominam se estabeleça, mais familiarizados nos sentiremos com este desconhecido que habita em nós.

 

Então, começaremos a vivenciar um estado de ser em que a ausência de desejos e de condições para a felicidade, se torne a única realidade de nossa vida.

 

Ninguém se tornará iluminado, porque a iluminação não é algo que acontece. Já aconteceu, somos  iluminados. Temos apenas que olhar para dentro de nós e encontrá-la.

 

Iluminação não é algo como uma conquista que acontecerá algum dia. Já aconteceu,  estamos iluminados, não há ninguém que não seja iluminado.

 

Mas o homem tem a capacidade de lembrar ou esquecer, e nós temos esquecido. Decidimos esquecer a respeito, estamos mantendo-a atrás de nossas costas. Ela está aqui, nós a temos mantido atrás de nossas costas por milhões de vidas – mas ela está aqui, e permanecerá aqui. E em algum momento decidiremos mudar,- um giro de 180 graus -, seremos surpreendidos: ela sempre tem estado aqui esperando, esperando  voltarmos para casa.

 

Não nos tornaremos iluminados porque já estamos iluminados.

Deus é nosso tesouro. Tudo que precisamos, tudo o que podemos precisar, já está dado. Mas  não temos buscado dentro de nós, não temos aberto os tesouros existentes em nosso interior. Seguimos olhando tudo sobre a Terra. Podemos seguir olhando e  não encontraremos, porque não há algo para ser encontrado. Veja a distinção, a diferença é vasta. É a diferença que faz uma grande diferença.

 

É como se tivéssemos dinheiro no bolso, mas tivéssemos esquecido. E então, um dia, repentinamente, lembramos e ele está lá. Um dia, repentinamente, buscando por algo mais,  a encontraremos.

 

Iluminação não é algo no futuro, é nosso presente. É preciso tomar consciência disto agora.

 

É isto.

 

 

 

GAYA

Escrito por Gaya às 10h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/08/2010


ORAÇÃO CÓSMICA DA ALMA-GÊMEA

 

Oração cósmica da Alma-Gêmea

 

 

 

Ó minha contraparte, meu ser é infinito no teu ser.

 

Eu sou tu, tu és eu, espelho um do outro sem manchas.

 

Eu busco por ti, tu buscas por mim, eternamente nos buscamos.

 

O nosso amor é puro e digno, em nós se cumprirão as alianças eternas.

 

Nós que temos toda uma vida inteira de serviços

 

De amor ao próximo, de temor a Deus e de respeito à Natureza

 

Queremos viver a plenitude do nosso amor para glorificar o Criador.

 

Nós que nascemos sob a mesma estrela, vivemos por natureza a mesma essência,

 

Buscamos agora afinar novamente a mesma nota

 

Que permitirá por fim o nosso reencontro eterno.

 

E que assim seja, vida após vida, pois não há fim

 

Para aquilo que tampouco teve um começo.

 

Escrito por Gaya às 16h04
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sul, CURITIBA, Mulher, A GRANDE ARTE

Histórico